Tomba o guerreiro Adão Pretto

É com pesar que posto neste blog a notícia que ja foi veiculada nesta manhã (05/02) do falecimento do deputado Federal Adão Pretto (PT), ocorrido hoje (05/02) às 7h45min. A história da trajetória do pequeno agricultor Adão Pretto se confunde com a luta pela reforma agrária e a defesa dos trabalhadores do campo e da cidade. Adão foi fundador do PT, do MST, do Movimento dos Pequenos Agricultores, do Movimento dos Pescadores, dentre tantos outros, Adão Foi deputado Constituinte estadual e estava no seu quinto mandato de deputado federal, representando os movimentos sociais no Congresso Nacional e era o atual presidente da Comissão de Participação Popular da Câmara. Adão deixa nove filhos e um grande história que será contada por muitas gerações em nosso país.

Vai guerreiro ! que Deus ilumine teu caminho nesta outra jornada.

Palavras do Kiko Machado do Tomando na Cuia  que faço minhas, com certeza haverá um gaitero pra fazer dupla com Adão lá em cima.



Escrito por Gilmar da Rosa às 13h00
[] [envie esta mensagem] []



O terror econômico da grande imprensa

O que indica a pesquisa CNT/Sensus, divulgada na terça-feira (3), dando conta de novos recordes na aprovação pessoal do presidente Lula e na avaliação positiva de seu governo? Os números se prestam a múltiplas interpretações, mas se partimos da premissa de que o simples desmascaramento de uma farsa ideológica já é suficiente para desmoronar todo o arcabouço que a sustenta, a imprensa saiu muito mal na foto. Não só ela como os que ainda acreditam que a consciência política de uma sociedade pode ser reduzida à agenda de sua mídia hegemônica.

Se toda informação como destacava Herbert de Souza "é, de certa forma, uma proposta ou elemento de formulação de propostas e essa é a matéria-prima fundamental para a ação política", o campo jornalístico vem sendo sacudido por atores ativos e conscientes dos processos de transformação política, econômica e social pelo qual o país vem passando desde 2003. E, disso, os editores de confiança do patronato não se deram conta. De uma mudança significativa fora das ilhas de edição, fora das águas límpidas dos aquários.

Falácias expostas
A maneira como a crise econômica internacional tem sido noticiada não obedece a qualquer procedimento mais sofisticado. Não há qualquer preocupação em manter a imagem do próprio discurso como "imparcial" e "objetivo". O jornalismo de campanha pretende instalar o terror através dos conhecidos padrões de ocultação, inversão e fragmentação.

Manchetes que ignoram a apuração para obter impacto não revelam incompetência, mas disposição de submeter o leitor e/ou telespectador à desinformação, ao fatalismo de profecias que se auto-realizam, à erosão da popularidade de quem governa. Os dias que precederam a divulgação da pesquisa não deixam qualquer dúvida: vivemos o terrorismo de um enquadramento noticioso feito sob medida para a oposição.

Uma clara subordinação de quem deveria se nortear pelos interesses públicos aos desígnios de um bloco que quer pavimentar seu retorno ao aparato estatal em 2010 e reintroduzir uma agenda falida.

As falácias das editorias de economia foram detalhadamente expostas por Bernardo Kucinski em seu magnífico "Jornalismo Econômico" (Edusp, 2000). Não custa, no entanto, lembrar que a narrativa jornalística tem recorrido a elas como ponto central para sua narrativa.

Arrazoados medonhos
Escolhendo-se pontos convenientes de uma série estatística e procurando desqualificar todas as medidas necessárias tomadas pelo governo, lemos, em manchetes e títulos espalhados por jornais e portais, que "62% das obras do PAC estão atrasadas; 6% foi o recuo registrado nas vendas a prazo em janeiro em comparação ao mês anterior em São Paulo; 5% foi quanto encolheram as vendas à vista em janeiro em relação ao mês anterior; 9,5% foi o aumento da inadimplência no comércio em janeiro".

Tudo isso jogado, sem qualquer contextualização, não é jornalismo, mas produção deliberada de lapsos de desentendimento. Análises rasteiras, escapistas, que substituem a revelação dos fatores determinantes da crise capitalista é o que fazem diariamente Miriam Leitão, Carlos Alberto Sardenberg e Vinícius Torres Freire, entre tantos outros. Assusta a semelhança estilística e, no caso dos que aparecem em telejornais, a quantidade de recursos cênicos na busca da melhor "noticia ruim do dia".

Quando o presidente da CNT (Confederação Nacional dos Transportes), Clésio Andrade diz que "concluímos que há forte esperança centrada no discurso do presidente e nas medidas que o governo vem tomando. O discurso do presidente é muito forte, ele cria esperança, divide o ônus, o que é muito importante numa crise econômica", uma estranha sensação de vertigem toma conta dos nossos condestáveis sacerdotes da opinião publicada.

Há algo de errado no cardápio diverso de uma realidade que insiste em negar seus arrazoados medonhos. Melhor tentar nova forma de enquadramento. Desistir, jamais.

PS: Concordo com quem diz que ruim com a grande imprensa, pior sem ela. Mas o quadro é tão calamitoso, a perda de credibilidade e receita tão agudos, que ouso sugerir maior agressividade aos departamentos de marketing. Seria interessante assistir a uma peça publicitária em que a Folha de S.Paulo tentasse atrair novos assinantes dizendo: "Seja nosso leitor. Não pelo que temos. Mas pelo que não temos. Venha para o nosso jornal e não leia Merval Pereira, Ali Kamel e Miriam Leitão". A réplica de O Globo, imagino, seria bastante criativa. E ambos teriam razão.

Artigo publicado originalmente no Observatório da Imprensa.

Gilson Caroni Filho é professor de Sociologia das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, colunista da Carta Maior e colaborador do Observatório da Imprensa.

 



Escrito por Gilmar da Rosa às 17h31
[] [envie esta mensagem] []



Coisas do Rincão

A sociedade bovina e tartufa aqui do rincão do atraso anda com os olhos arregalados com as noticias que abalam os fronteiriços neste segundo mandato socialista-Demo-tucano de Wainer “dinovo”.

- Livramento segundo reportagem da Zé H é o12º município mais violento do Rio Grande guasca. Na avaliação anterior era o 37º.

- Os fiteiros também alardearam que Livramento é zona infestada pela dengue e não que foram encontrados quatro focos de mosquito da dengue.

- Pra completar de encher a lingüiça (com trema) também foi noticiado pelos “fiteiros”  a internação de uma paciente com suspeita de Dengue, febre amarela ou leptospirose.

- Diria um gaiato: Não seria uma caganeira? Caxumba? Frieira?

- É provável que nos próximos dias tenhamos um acampamento de bugios na frente da prefeitura solicitando vacina pra febre amarela.

Visite também   Blog do Gilmar da Rosa.

A postagem continurá dupla até sanar os problemas.



Escrito por Gilmar da Rosa às 16h25
[] [envie esta mensagem] []



Trocando de rancho

Seguindo conselhos de alguns amigos, desde ontem estou arrumando a nova casa do Blog que já pode ser conferida neste endereço Blog do Gilmar da Rosa. Neste novo espaço que será de todos e de cada um de nós, continuaremos a dar pitácos em política, economia e denunciando a mídia corporativa e golpista. Continuo afirmando que a internet através da ferramenta dos blogs  definitivamente fez ruir o castelo dos grandes grupos de comunicação ao mesmo tempo que incluiu o cidadão que anseia pela verdade de forma democrática e barata. Minha historia na internet iniciou em 2006 quando mantinha uma pagina na rede que se tornou inviável técnica e economicamente falando e depois que deixei de escrever minha coluna em jornal impresso em junho de 2007 resolvi fazer meus escritos neste blog que ganhou uma dimensão que não imaginei. Quero agradecer a todos (as) que diariamente visitam este espaço que hoje ultrapassou os 50 mil acessos e espero continuar contando com estas visitas e comentários. Aos colegas Blogueiros que mantém meu link em suas páginas, peço que substituam o link.

Ficarei no aguardo de novas sugestões dentro das possibilidades e ferramentas disponíveis no outro endereço. Grande e fraterno abraço a todos (as). Mil gracias e visitem o novo  Blog do Gilmar da Rosa



Escrito por Gilmar da Rosa às 17h04
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Meu perfil
BRASIL, Sul, SANTANA DO LIVRAMENTO, DOS JARDINS, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Spanish, Dinheiro, Política, análise de câmbio e mercado
MSN -



Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Blog do Dag
Blog du Cana
Blog do Glauber Lima
Roendo as unhas
Luiz Carlos Azenha
Carta Maior
RS Urgente
Blog do Mino Carta
Coversa Afiada
Valores
blog da chuvinha
Blog do Cebolinha
Luis Nassif
Henrique Aurelio nos bastidores da politica
Cidadania.com
Zero Hora
La Vieja Bruja
El País
Financial Times
Valor Economico
Folha de São Paulo
Correio Brasiliense
El Clarin
Washington Post
La República (Uruguai)
The Economist
New York Times
FGV
FIPE
FMI
IBGE
PNUD
DIEESE
BOL - E-mail grátis
BNDES
A Platéia
Blog da Estela
Le Monde Diplomatic Brasil
O Globo (online)
Na Periferia do Império
Dialógico
Blogoleone
Celeuma
diario gauche
ALICE
Desabafo País
A Mosca Azul
heliopaz
Blog do Raul Pont
Blog do Julio Garcia
Subverta!
Agencia Chasque
Cloaca News
Tomando na Cuia
Jean Scharlau
Blog do Gilmar da Rosa